Publicidade
Publicidade
Publicidade
11:22 Dom
17/12/2017
WAKEBOARD

Cearenses do show na 2 edio do Wake Games

Evento no Colosso Lake Lounge conta com boa performance dos atletas e estrutura de 1 mundo

A 2ª edição do Wake Games agradou ao público que compareceu ao Colosso Wake Lounge, na tarde deste sábado (23). A competição por equipes contou com quatro times liderados por atletas locais com destaque no cenário nacional, como Germano Nottingham e Beatriz Martins, campeões da última etapa do Brasileiro de Wake 2015.

"Germano Nottingham é simplesmente hoje um dos melhores atletas do wakeboard do Brasil, além de ser um grande ídolo local. Está incentivando a garotada e isso é muito importante para o nosso Estado. Já a Bia (Beatriz Martins) é sem dúvida a melhor atleta feminina da história do Ceará. Ela manda monobras que só os homens realizavam e veio pra colocar pressaõ nessa galera", disse Yuri Gondim, vice-presidente da Associação de Wakeboard Cearense (AWC).

Além da excelente acomodação do local onde a competição é realizada, a estrutura também é outro destaque, pois conta com um sistema inovador, o Cable Sistem 2.0, vindo e utilizado na Alemanha para auxiliar os atletas. A tecnologia é movida à energia elétrica, o que dispensa a queima de combustível pela lancha e consequentemente gerando menos custo para o esporte.

"Esse sistema marca inclusive a própria história do Colosso. A gente começou no final de 2010, quando instalou essa tecnologia. É um sistema de cabos que puxa o atleta de um lado para o outro da lagoa de maira ininterrupta. Esse novo conceito tronou o esporte mais democrático e isso acabou trazendo novos atletas. Foram mais de sete mil pessoas que conheceram o wakeboard ao longo desses cinco anos. e isso é muito gratificante oara nós que fazemos a associação", destacou Yuri.

Após a competição, o público pôde conferir o melhor do funk e da música eletrônica. A festa “Showtime Paradise” segue ao som do funk carioca do renomado DJ Malboro e dos DJs Léo Lanvin (FRA), Memê (RJ) e Sax in The House (RN).  (Diário do Nordeste)

Comentrios