Publicidade
Publicidade
Publicidade
11:22 Dom
17/12/2017
TEATRO

Nova fase para o Giramundo

Maior grupo de teatro de bonecos da Amrica Latina receber investimento para programao em 2016

A mais de 2.300 km de Fortaleza está a cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Lá, a maior coleção privada de marionetes do País encontra abrigo no Museu Giramundo. Fundado em 2001, para reunir o acervo de bonecos do grupo teatral homônimo, o lugar é também fonte de informações sobre o Teatro de Bonecos do Brasil e do mundo, e, em 2016, recebe incentivo financeiro para garantir programação contínua.

O apoio vem do Mercantil do Brasil (MB), banco que patrocina projetos culturais há mais de 15 anos. O investimento social está focado no incentivo ao Esporte, à Cultura e à Cidadania. Em 2016, além do Giramundo, outras três ações diretamente ligadas à cultura receberão o incentivo, sendo duas delas veteranas no patrocínio - Arte Favela, desde 2007, e Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, desde 2012 - e a Orquestra Jovem Sinfonia de Betânia, que junto com o Museu recebe pela primeira vez o incentivo.

Anualmente, são definidos os projetos que receberão o investimento, cujo valor não é revelado por questões contratuais. A partir dessa definição, cada projeto tem seu próprio cronograma de execução, elaborado pelos proponentes/coordenadores, com validação do MB.

No caso do Giramundo, o incentivo prevê a manutenção da programação de atividades durante todo o ano de 2016, incluindo seis exposições temáticas, 12 Oficinas "Contos de Sombra e Luz" (realizadas aos sábados), 12 apresentações do espetáculo "Caleidoscópio" e também visitas guiadas.

Fases

Assim como outros museus brasileiros, desde sua fundação o Giramundo tem resistido a situações adversas e problemas de manutenção. "Há uma dificuldade de estabilização das fontes de financiamento do museu. A gente já passou por diversos formatos: com patrocínio, sem patrocínio, comercial...Tudo para tentar viabilizar, buscar essa sustentabilidade da instituição", observa um dos diretores do local, Marcos Malafaia.

Nos últimos 15 anos, o espaço já teve uma abertura em horário comercial, já ficou fechado por um tempo e, mais recentemente, começou a funcionar sob demanda. "A experiência desses funcionamentos ensinou ao Giramundo que o formato de visita agendada se adaptava mais à condição de subsistência do museu. Lógico que o objetivo é o funcionamento regular, como toda instituição mais sólida do setor, mas percebemos que é necessário um determinado caminho até chegar essa condição", observa Malafaia.

Dessa forma, com o incentivo do MB, depois de quase nove anos do estabelecimento funcionando sem patrocínio, esse esquema será mantido, mas com uma programação certa e acessível aos visitantes a partir do dia 20 de fevereiro.

Acervo

O público poderá conferir um acervo amplo, já que em quase 50 anos de existência, o Grupo Giramundo tem uma obra de quase 1.500 bonecos e 34 espetáculos, estando 18 ainda ativos. Desenhos e projetos usados no processo de criação dos trabalhos e documentações em áudio, vídeo e fotografia também estarão disponíveis para a apreciação. "Estamos buscando caminhos para conseguir uma organização mais profissional das tarefas de preservação do acervo e também uma estabilidade da instituição. Recebemos com frequência visitantes de outros lugares. O museu se tornou ponto turístico de Belo Horizonte e, pelo seu tamanho e pela obra, cada vez mais se torna ponto de referência sobre a cultura brasileira", avalia Malafaia.

Mais detalhes da programação anual serão disponibilizados em breve no site da instituição (giramundo.Org). Os preços ainda estão sendo fechados, mas devem sofrer um leve acréscimo em relação ao ano passado, quando os visitantes colaboravam com R$ 10 para entrar.

Destaques

O Grupo Giramundo foi criado em 1970 pelos artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Madu. Os anos seguintes foram marcados por aprendizado e aprimoramento técnico contínuo, consolidando algumas das bases do processo de trabalho do grupo: o planejamento técnico e o apuro plástico na construção dos bonecos e a exploração de temas da cultura brasileira.

Em 2005, o grupo foi responsável pelos bonecos utilizados na minissérie "Hoje é Dia de Maria", baseada na obra de Carlos Alberto Soffredini e exibida pela Rede Globo.

Em 2010, o Giramundo entrou em turnê com a banda Pato Fu com o show "Música de Brinquedo". O giro foi registrado e lançado em CD/DVD.

Mais informações:

Museu Giramundo. Rua Varginha, 245, Floresta, Belo Horizonte/MG. Contato: (31) 3446.0686 giramundo.org. Entrada agendada. Valor a combinar. (Diário do Nordeste)

Comentrios